Introdução
Acidentes por mergulho são a quarta causa de lesão medular nos EUA ficando atrás dos acidentes por armas de fogo, acidentes automobilísticos e quedas. É estimado que 65.000 acidentes em todo os EUA anualmente estão relacionados com atividades em piscinas e ocorrem geralmente em períodos de verão.

Acidente por mergulho é uma das principais causas de lesão medular em vários países, representando 19,8% de todas as lesões medulares cervicais na Polônia; 23,5% na Rússia; 4% na Alemanha; 8,5% nos EUA; 7% na Romênia; 11,9% no Canadá e 14% na Austrália. Em levantamento bibliográfico realizado no Medline e Lilacs não foi encontrado dados referentes à lesão medular por mergulho no Brasil.

Segundo Blanksby e cols, 89% das lesões ocorrem em águas rasas, onde a profundidade é menos de 1,52m; DeVivo afirma que 57% das lesões ocorrem quando a vítima mergulha em menos de 4 pés (1-2 metros) de água. Para Green, 76% das lesões medulares que ocorreram em piscinas, a profundidade era inferior a 5 pés. Neste estudo 63% das vítimas envolvidas tinham pouco ou nenhuma familiaridade com a piscina. Na maior parte dos casos de portadores de lesão medular causado por mergulho os indivíduos estavam sob efeito de álcool.

A lesão medular causada por mergulho é mais freqüente em indivíduos jovens e sadios, onde a grande parte evolui com tetraplegia e incapacidade pelo resto de suas vidas. A média de idade é de 21 anos com predomínio do sexo masculino. Tem uma freqüência aumentada em jovens, principalmente adolescentes envolvidos em atividades recreativas, “brincadeiras” dentro da água e principalmente no período do verão.


Comentário
Terceira edição desta monografia em espanhol sobre a fita, o resultado da extensa experiência pessoal do autor, que é uma referência fundamental para todos os cuidadores do aparelho locomotor e especialmente aqueles ligados ao mundo dos esportes. Revisão das técnicas visuais e de forma prática, e não apenas os procedimentos adequados para o tratamento de lesões, mas também para sua prevenção. 

A descrição das técnicas é muito clara e de fácil compreensão para ser feito passo a passo e utilizados para curativos de fita de cores diferentes. Esta nova edição foi revisada por toda parte, construiu algumas técnicas novas e melhoradas do caráter didático da obra. Taping é um tipo de imobilização parcial, caracterizada por permitir alguma mobilidade funcional em relação aos ativos totais. Ele é usado em patologias ligamentos, tendões e músculos.

            Histórico
O Método RTA surgiu na década de 80 em função do desejo de sua idealizadora, fisioterapeuta Mariangela Pinheiro de Lima, de alcançar melhores resultados do que os obtidos com as técnicas aplicadas até então.

Trabalhando em um hospital pediátrico, onde a imaturidade de bebês e crianças com doenças respiratórias não permitia que eles obedecessem comandos, ela começou a elaborar uma atividade terapêutica que levaria em conta várias alterações que estes distúrbios promovem, como sensoriais, posturais, motoras e ocupacionais.


Descrição
Um manual completo em espanhol  para os profissionais de saúde em geral e fisioterapeutas em particular, a realização de seu trabalho com pacientes com doenças respiratórias. Este manual descreve as técnicas de respiração que são listados no âmbito das principais doenças e síndromes respiratórias. 



  • Introdução
Os acidentes motociclísticos estão sendo tratados como epidemia pelo Ministério da Saúde nas grandes cidades. Dados divulgados apontam uma realidade  absurda no município de Joinville, em S.C: das internações e atendimentos a pacientes vítimas de acidentes de transito, 65% são prestados a condutores de motocicletas.

  • Números só tendem a aumentar
Os números de acidentes envolvendo motociclistas não param de aumentar. Um estudo epidemiológico realizado pela Sociedade Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville relata que em 2005 foram registrados na cidade 2.830 acidentes com este tipo de veículo, em 2006 somaram 3.138 acidentes, em 2007 foram 3.210, em 2008 foram 3.333 e no período de janeiro de 2009 ao dia 23 de março deste ano 678 pessoas haviam colidido pilotando moto.

O pefril do acidentado de moto é sempre o mesmo, formado por homens em sua grande maioria e jovens, na sua maioria os condutores de motocicletas pertencem à faixa etária dos 18 aos 40 anos, são homens e estudaram até o ensino fundamental segundo pesquisa do Ministério da Saúde, que apontou crescimento de 2000% em 16 anos no número de mortes envolvendo este tipo de veículo em todo o país. De acordo com o estudo, em 1990, haviam sido registradas 300 mortes por acidentes de moto. Em 2006, o numero pulou para 7 mil.


Comentário
O livro em espanhol aborda as diferentes modalidades  terapêuticas como o uso de técnicas não-ionizantes, agentes físicos: exercícios terapêuticos, massagem, hidroterapia, eletroterapia, fototerapia, etc. Em suas páginas se explica em geral, e com base científica a aplicação de técnicas de medicina física, e biológicas e os fundamentos da indicação e contra-indicações dos diferentes métodos. Salienta o capítulo dedicado à dor e à inflamação associada, na maioria dos casos em que a Fisioterapia é indicada.


Comentário
Este livro em espanhol é educacional, prático e uma referência essencial no domínio da medicina esportiva e tratamento de lesões. Discute o tratamento clínico dos mesmos, problemas médicos, e fornece informações gerais e científicas sobre medicina esportiva. Este é dividido em cinco partes. O primeiro estabelece os aspectos fundamentais da medicina do esporte: a epidemiologia, ciência básica da medicina esportiva e médica e os problemas ambientais dos atletas. No segundo estudo, as lesões em diferentes partes do corpo, suas peculiaridades, a forma mais comum em que ocorrem, primeiros socorros e prevenção. 



Comentário
As técnicas de Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva confiam principalmente na estimulação dos proprioceptores para aumentar a demanda feita ao mecanismo neuromuscular, para obter e simplificar suas respostas. O tratamento através destas técnicas é muito compreensível e envolve a aplicação dos princípios de Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva em todos os aspectos e em todas as fases de reabilitação.



Comentário
Escrito para ser lido e compreendido rapidamente, os autores definem as consequências da lesão cerebral, os efeitos da lesão da medula espinhal, a utilização de órteses e próteses, bem como a importância crucial da reabilitação cardíaca e pulmonar para maximizar a independência funcional. Detalhe capítulos adicionais os princípios de câncer, pediatria neuromuscular, ortopédicos e de reabilitação, e demonstrar o uso de técnicas de eletrodiagnóstico que pode ser usado para ajudar a localizar uma lesão do sistema neuromuscular e determinar a sua gravidade, evolução e prognóstico. O livro também fornece uma revisão útil para a passagem do PM & R exames bordo.

Comentário
Para adicionar essa dimensão Skeletal trauma, virou-se para Professor Christian Krettek, presidente do Departamento de Traumatologia da Universidade de Medicina de Hannover, em Hannover na Alemanha. Um cirurgião do trauma pendentes, educador, pesquisador e inovador, ele tem sido um líder no uso de vídeos em ortopedia e trauma em educação. Ele utilizou uma reunião anual de ensino envolvendo palestrantes convidados e sua faculdade como uma plataforma para desenvolver uma biblioteca fenomenal de vídeos cirúrgico e palestras. Os vídeos selecionados a partir desta coleção que são relevantes para o tema do texto tem sido incluídos em um companheiro nesse livro.


Manipulação e Mobilização Articular: Controle da Dor/Relaxamento Muscular

 
A manipulação diminui a dor na articulação e nas estruturas periarticulares pela estimulação dos receptores articulares. Isso reduz a percepção de dor pelo bloqueio dos impulsos dolorosos usando-se o mecanismo de entrada, produzindo, assim, o relaxamento muscular, assim, o relaxamento muscular reflexo. A dor pode ser minimizada temporariamente em certas condições pela diminuição das forças compressivas na articulação.

 

Comentários
A edição completamente revisada deste texto clássico descreve a arte da fisioterapia manipulativa definidas pelo GD Maitland - uma abordagem única, baseada em procedimentos de avaliação minuciosa e reavaliação dos pacientes.


Comentário
O objetivo desta obra (espanhol) é prover uma base anatômica para os distúrbios neurológicos, permitindo ao estudante de fisioterapia localizar, em um paciente, onde está a lesão. Por meio de numerosas ilustrações do encéfalo e da medula, facilita a visualização das relações anatômicas necessárias à localização das lesões. Enfatiza as relações estrutura-função, permitindo a compreensão das vias neurais. Os boxes apresentam informações clínicas relevantes. Questões de revisão ao fim de cada capítulo, e um glossário de termos-chave nos apêndices ao final do livro. Apresenta-se dividido em três seções principais: plano básico, os sistemas funcionais, e as estruturas associadas.



Comentário
O processo de envelhecimento populacional é um fenômeno presente em muitos países. Lidar com os diversos aspectos envolvidos no envelhecimento exige tanto atualização do conhecimento quanto a obtenção de novos dados que subsidiem a atuação nos diversos campos profissionais. Nesse contexto a fisioterapia, uma especialidade que alcançou alto grau de afirmação social no Brasil, carecia de uma obra que fundamentasse a aplicação de seus diversos recursos em indivíduos em idade avançada. Dessa forma, a expectativa é de que Fisioterapia Geriátrica, em sua segunda edição, seja um importante instrumento de trabalho tanto para estudantes e professores como para os profissionais interessados em atuar com propriedade na assistência aos problemas que afetam a população idosa.

 


Comentário
É um livro notável, com informações atualizadas. Texto concentrada em que para fazer uma consulta rápida e eficaz para encontrar a informação desejada. Várias fotografias com muitas informações, sendo muito educativo, divertido e atraente na exposição do mesmo. O conteúdo é abrangente e aprofundada, apesar de um pequeno texto que resume o processo de osteopatia em relação aos tecidos moles. Boa estrutura de conteúdo, começando com uma lembrança da fisiologia, para começar a descrever a clínica de osteopatia, com suas indicações e tratamentos.


Comentários
Atlas Gráfico de Acupuntura é um manual inovador, que ilustra de forma clara e sistemática todos os pontos de acupuntura e principais meridianos, os vasos Extraordinários. Cada um dos 409 principais pontos Extraordinários é apresentado de modo preciso através de uma série de três ilustrações diferentes:um gráfico que indica a localização no corpouma panorâmica dos meridianos que ilustra o ponto contexto do seu trajectouma fotografia que mostra a agulha de acupunctura em posiçãoCombinado fontes chinesas com a experiência dos autores na prática terapêutica, este livro protagoniza um sensato equilíbrio entre as indicações mais importantes e as necessidades práticas.



Comentário
Elaborado por duas fisioterapeutas altamente capacitadas e de renome internacional, esta obra oferece uma abordagem para a solução de problemas relativos às habilidades práticas, necessárias à avaliação, ao plano e à implementação do tratamento fisioterapêutico para determinado grupo de pacientes (crianças e adultos). Leitura de valor incalculável para fisioterapeutas em todos os níveis. Aqueles que assistem pacientes com problemas cardíacos, pulmonares e da parede torácica certamente serão unânimes em reconhecer que as informações aqui apresentadas possibilitam uma melhor compreensão das necessidades de seus pacientes, capacitando-os assim a oferecer-lhes uma assistência mais qualificada. Vale a pena traduzir e estudar!

“Fisioterapeuta trata pessoas, não doenças.”

Introdução
A Organização Mundial de Saúde (OMS) após várias revisões propõe a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF).

A inovação trazida pela CIF está justamente no conceito de funcionalidade entendido aqui como um termo que classifica a capacidade e incapacidade do indivíduo e é constituída pelos componentes: estruturas e funções do corpo, atividade e participação social e fatores ambientais em uma perspectiva biopsicossocial.


 
Comentário
Shiatsu é uma técnica de manipulação corporal que teve origem na Medicina Tradicional Oriental. A abordagem e a filosofia do Shiatsu são similares às da Acupuntura, no uso de meridianos (canais de energia) e tsubôs (pontos de pressão), assim como nos métodos de diagnose, porém, sem o uso de agulhas. Shiatsu é umas palavras Japonesas, compostas de dois caracteres de sua escrita, que significam “dedo” (Shi) e “pressão” (atsu). 


A aplicação de pressão com os dedos em pontos específicos é a base principal do Shiatsu, embora também sejam utilizados as palmas das mãos, cotovelos, joelhos ou pés em áreas de maior extensão, promovendo a estimulação ao longo dos canais ou meridianos de energia. A técnica é também composta de delicadas manobras de alongamento e manipulação corporal. 


O Shiatsu atua no fluxo de energia ou "Qi" que circula ao longo de nosso corpo em canais específicos ou meridianos. A Medicina Tradicional Oriental acredita que todos nós possuímos uma "força de vida" ou uma "energia vital" responsável por gerar nossa estrutura física e regular nossas harmonias mental, físicas, emocionais e espirituais. Esta "energia vital" é chamada Ki pelos Japoneses ou Qi ou Chi pelos Chineses, ou Prana, pelos Indianos. 
 Fonte: http://www.wgate.com.br



Comentário
O livro mostra os elementos básicos do diagnóstico das condições ortopédicas em crianças e em adultos, tornando mais fácil o fisioterapeuta reconhecer a etiologia e revisão dos problemas clínicos das 6 grandes articulações e coluna vertebral. A conduta de reabilitação física e fisioterapia ativa e passiva, pode unificar os critérios para servir como material de referência e um ponto de partida para trabalhos científicos e dissertações, tão necessária ao desenvolvimento da ciência da saúde e de cuidados, de atenção primária com facilidade de referência.

Bexiga Reflexa
A bexiga se comportará de forma reflexa quando a lesão for acima da cauda eqüina e do cone medular. Neste caso a pessoa terá espasticidade, ou seja, reflexos e a bexiga funcionarão de modo reflexo, sendo chamada de Bexiga Reflexa. Chegando em um certo ponto de acúmulo de urina na bexiga, a sensação de bexiga cheia partirá em direção ao cérebro. Como existe uma lesão medular, esta sensação será interrompida no ponto da lesão, não chegando até o cérebro, logo, a pessoa não sentirá a sensação de bexiga cheia. O aviso de bexiga cheia, ao chegar na medula, imediatamente colocará em ação reflexa, ou seja, provocará o funcionamento da bexiga através deste estímulo recebido, fazendo com que a bexiga contraía e o esfíncter relaxe, para que haja o esvaziamento, independente da vontade da pessoa, pois como existe a lesão, além de não sentir o aviso de bexiga cheia, a pessoa também não terá o controle, pois o comando de reter ou urinar será bloqueado no ponto da lesão, não chegando até a bexiga (Umphred, 1998).



Dia 29 de agosto, é o Dia Nacional de Combate ao Fumo. Aliada ao Instituto Nacional do Câncer (INCA), a Secretaria de Estado da Saúde está divulgando, em Santa Catarina, alguns mitos envolvendo o consumo do tabaco, como forma de conscientizar a população sobre os malefícios provocados pelo tabagismo, seja ele ativo ou passivo, através do convívio com fumantes. Abaixo, o INCA esclarece, em 15 respostas, as principais dúvidas sobre a dependência do cigarro e os danos provocados ao organismo e ao meio ambiente.


Mitos e verdades sobre o tabagismo
1) Por que cigarros, charutos, cachimbo, fumo de rolo e rapé fazem mal à saúde?
Todos esses derivados do tabaco, que podem ser usados nas formas de inalação (cigarro, charuto, cachimbo, cigarro de palha), aspiração (rapé) e mastigação (fumo-de-rolo), são nocivos à saúde. No período de consumo destes produtos são introduzidas no organismo mais de 4.700 substâncias tóxicas, incluindo nicotina (responsável pela dependência química), monóxido de carbono (o mesmo gás venenoso que sai do escapamento de automóveis) e alcatrão, que é constituído por aproximadamente 48 substâncias pré-cancerígenas, como agrotóxicos e substâncias radioativas (que causam câncer).

2) Quais os derivados do tabaco mais agressivos à saúde e como agem?
A fumaça do cigarro possui uma fase gasosa e uma particulada. A fase gasosa é composta por monóxido de carbono, amônia, cetonas, formaldeído, acetaldeído e acroleína, entre outras substâncias. Algumas produzem irritação nos olhos, nariz, garganta e levam à paralisia dos movimentos dos cílios dos brônquios. A fase particulada contém nicotina e alcatrão, que concentra 48 substâncias cancerígenas, entre elas arsênico, níquel, benzopireno, cádmio, chumbo, além de resíduos de agrotóxicos aplicados nos produtos agrícolas e substâncias radioativas.

3) Como o cigarro atua quimicamente no organismo?
A fumaça do tabaco, durante a tragada, é inalada para os pulmões, distribuindo-se para o sistema circulatório e chegando rapidamente ao cérebro, entre 7 e 9 segundos. Além disso, o fluxo sangüíneo capilar pulmonar é rápido, e todo o volume de sangue do corpo percorre os pulmões em um minuto. Dessa forma, as substâncias inaladas pelos pulmões espalham-se pelo organismo com uma velocidade quase igual a de substâncias introduzidas por uma injeção intravenosa.

4) O que causa a dependência do cigarro?
A nicotina, que é encontrada em todos os derivados do tabaco (charuto, cachimbo, cigarro de palha, etc) é a droga que causa dependência. Esta substância é psicoativa, isto é, produz a sensação de prazer, o que pode induzir ao abuso e à dependência.

Por ter características complexas, a dependência à nicotina é incluída na Classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial de Saúde - CID 10ª revisão. Ao ser ingerida, produz alterações no Sistema Nervoso Central, modificando assim o estado emocional e comportamental dos indivíduos, da mesma forma como ocorre com a cocaína, heroína e álcool. Depois que a nicotina atinge o cérebro, entre 7 a 9 segundos, libera várias substâncias (neurotransmissores) que são responsáveis por estimular a sensação de prazer (núcleo accubens), explicando-se assim as boas sensações que o fumante tem ao fumar. Com a ingestão contínua da nicotina, o cérebro se adapta e passa a precisar de doses cada vez maiores para manter o mesmo nível de satisfação que tinha no início.

Esse efeito é chamado de tolerância à droga. Com o passar do tempo, o fumante passa a ter necessidade de consumir cada vez mais cigarros. De tal forma que, a quantidade média de cigarros fumados na adolescência, nove por dia, na idade adulta passa a ser de 20 cigarros por dia. Com a dependência, cresce também o risco de se contrair doenças debilitantes, que podem levar à invalidez e à morte.

5) Por que as pessoas começam e continuam a fumar?
Em decorrência da publicidade ser dirigida principalmente aos jovens e fornecer uma falsa imagem de que fumar está associado ao bom desempenho sexual e esportivo, ao sucesso, à beleza, à independência e à liberdade. A maioria dos fumantes torna-se dependente da nicotina antes dos 19 anos de idade. Conscientes de que a nicotina gera dependência, os fabricantes de cigarros gastam milhões de dólares em publicidade dirigidas aos jovens. Apesar da lei de restrição da propaganda de produtos derivados do tabaco, sancionada no Brasil em dezembro de 2000, as falsas imagens continuam influindo fortemente no comportamento de jovens e adultos.

6) Quais são as doenças causadas pelo uso do cigarro?
O tabagismo é diretamente responsável por 30% das mortes por câncer, 90% das mortes por câncer de pulmão, 25% das mortes por doença coronariana, 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica e 25% das mortes por doença cerebrovascular. Outras doenças que também estão relacionadas ao uso do cigarro são aneurisma arterial, trombose vascular, úlcera do aparelho digestivo, infecções respiratórias e impotência sexual no homem. Estima-se que, no Brasil, a cada ano, 200 mil pessoas morram precocemente devido às doenças causadas pelo tabagismo, número que não pára de aumentar.

7) Existem outras desvantagens em ser fumante?
Os fumantes adoecem com uma freqüência duas vezes maior que os não fumantes. Têm menor resistência física, menos fôlego e pior desempenho nos esportes e na vida sexual do que os não fumantes. Além disso envelhecem mais rapidamente e apresentam um aspecto físico menos atraente, pois ficam com os dentes amarelados, pele enrugada e impregnada pelo odor do fumo.

8) Quais são os riscos para a mulher grávida?
A mulher grávida que fuma, além de correr o risco de abortar, tem uma maior chance de ter filho de baixo peso, menor tamanho e com defeitos congênitos. Os filhos de fumantes adoecem duas vezes mais do que os filhos de não fumantes.

9) E os não fumantes, como ficam nessa história?
Basta manter um cigarro aceso para poluir um ambiente com as substâncias tóxicas da fumaça do cigarro. As pessoas passam 80% do seu tempo em ambientes fechados. Ao fim do dia, em um ambiente poluído, os não fumantes podem ter respirado o equivalente a 10 cigarros. Fumar em ambientes fechados prejudica as pessoas com quem o fumante convive: filhos, cônjuge, amigos e colegas de trabalho. Ao respirar a fumaça do cigarro, os não fumantes correm o risco de ter as mesmas doenças que o fumante.

10) Quais os danos ao meio ambiente?
Florestas inteiras são devastadas para alimentar os fornos à lenha que secam as folhas do fumo antes de serem industrializadas. Para cada 300 cigarros produzidos uma árvore é queimada. Portanto, o fumante de um maço de cigarros por dia sacrifica uma árvore a cada 15 dias. Para a obtenção de safras cada vez melhores, os plantadores de fumo usam agrotóxicos em grande quantidade, causando danos à saúde dos agricultores e ao ecossistema. Além disso, filtros de cigarros atirados em lagos, rios, mares, florestas e jardins demoram 100 anos para se degradarem. Cerca de 25% de todos os incêndios são provocados por pontas de cigarros acesas, o que resulta em destruição e mortes.

11) A produção de fumo gera perdas para o país?
Segundo o Banco Mundial, o consumo do fumo gera uma perda mundial de 200 bilhões de dólares por ano, representados por: sobrecarga do sistema de saúde com tratamento das doenças causadas pelo fumo; mortes precoces de cidadãos em idade produtiva; maior índice de aposentadoria precoce; faltas ao trabalho de 33 a 45% a mais; menor rendimento no trabalho; mais gastos com seguros; mais gastos com limpeza, manutenção de equipamentos e reposição de mobiliários; maiores perdas com incêndios; redução da qualidade de vida do fumante e de sua família.

12) O que é tabagismo passivo?
É a inalação da fumaça de derivados do tabaco por indivíduos não fumantes que convivem com fumantes em ambientes fechados. A poluição decorrente da fumaça dos derivados do tabaco em ambientes fechados é denominada de Poluição Tabagística Ambiental (PTA) e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é a maior responsável pela poluição em ambientes fechados. Hoje estima-se que o tabagismo passivo seja a 3ª maior causa de morte evitável no mundo, subseqüente ao tabagismo ativo e ao consumo excessivo de álcool.

13) Como o tabagismo passivo afeta a saúde?
Os não fumantes que respiram a fumaça do tabaco têm um risco maior de desenvolver doenças relacionadas ao tabagismo. Quanto maior o tempo em que o não fumante fica exposto à poluição tabagística ambiental, maior a chance de adoecer. As crianças, por terem uma freqüência respiratória mais elevada, são mais atingidas, sofrendo conseqüências drásticas sobre a sua saúde, incluindo bronquite e pneumonia, desenvolvimento e exacerbação da asma e infecções do ouvido médio.

14) Quais são os riscos para as crianças que convivem com fumantes em ambientes fechados?
As crianças, especialmente as mais novas, são muito prejudicadas quando expostas à poluição tabagística ambiental, o que ocorre freqüentmente por culpa dos pais. Um estudo da OMS, envolvendo 700 milhões de crianças que vivem com fumantes em casa (cerca de metade das crianças do mundo), mostrou que essas crianças apresentaram um aumento de incidência de pneumonia, bronquite, exacerbação de asma, infecções do ouvido médio, além de uma maior probabilidade de desenvolvimento de doença cardiovascular na idade adulta.

Nos casos em que a mãe é fumante, estima-se uma chance maior (70%) para infecções respiratórias e de ouvido médio do que nos casos em que a mãe não é fumante. Esta chance torna-se mais elevada (30%) se o pai é fumante, em crianças de até 1 ano de idade. A chance aumenta mais ainda (50%) caso haja mais de dois fumantes em casa, convivendo com essas crianças. (WHO, World Tobacco Day"s,2001).

15) A ventilação nos ambientes pode eliminar a poluição tabagística ambiental?
Não. Embora uma boa ventilação possa ajudar a diminuir a irritação nos olhos, nariz e garganta causada pela fumaça, ela não elimina seus componentes tóxicos. Quando áreas de fumantes e de não fumantes compartilham o mesmo sistema de ventilação , a fumaça se dispersa por toda a área, pois circula através das tubulações de sistemas de refrigeração central.
Dessa forma, opções defendidas pela indústria, tais como separação de áreas para fumantes e não fumantes em um mesmo ambiente com um mesmo sistema ventilatório, ou mesmo o aumento da troca de ar através de um sistema especial de ventilação, não eliminam a exposição dos não fumantes. As áreas de fumantes (fumódromos) somente podem ajudar a proteger a saúde dos não fumantes quando são completamente isoladas, com sistema de ventilação separado, não permitindo que o ar poluído circule pelo prédio, e quando os funcionários não precisam passar através dessa área.

REFERÊNCIA

 
Comentário
Há alguns anos vem sendo dada uma atenção crescente ao corpo, ao seu funcionamento e ao movimento. A anatomia não é mais uma área reservada apenas aos especialistas; ela interessa a todos aqueles que praticam uma técnica corporal. Este livro apresenta, de maneira viva, um panorama dos ossos, das articulações e dos músculos em relação direta com o movimento. Ele apóia-se essencialmente na ilustração "tridimensional", que é comentada por um texto que pode ser abordado de dois modos: leitura rápida ou mais apronfundada.Totalmente Ilustrado, Anatomia para o Movimento é um guia para a anatomia. Uma introdução à análise das técnicas coorporais em uma nova edição, atualizada e revisada!

 Durante a Anamnese Fisioterapêutica:
- Qual a sua Queixa Principal?
- Doutor, me dói no sibira.
- Sibira?
- É doutor, no sibira pra um lado, no sibira pro outro!

Em busca do significado dessa e outras expressões do dicionário popular brasileiro, pesquisadores colherem algumas pérolas nos prontuários objetivando facilitar a vida dos profissionais da saúde na hora da Anamnese, ou seja, na hora da entrevista terapeuta-paciente.



Comentário
Esta edição de Enfermagem de Reabilitação é um trabalho preocupado com os utentes e comprometido com os enfermeiros que exercem a especialidade de enfermagem de reabilitação. Pretende ser mais um passo no crescimento e desenvolvimento da sua teoria, prática, ensino e gestão. Desde o início deste projecto, os enfermeiros de reabilitação que contribuíram para ele firmaram um contrato conceptual acerca da forma como antecipavam as suas consequências como guia e inspirador dos enfermeiros de reabilitação em áreas crescentes da sua prática, bem como os resultados para os utentes.





Comentário
Como pode ser observado no conteúdo dos capítulos subsequentes, o osso na infância apresenta uma série de peculiaridades, tanto em sua composição e fisiologia, que são cruciais na morfologia frequentemente especial das fraturas neste grupo idade e resulta em algumas reações às características de fratura de osso imaturo. Estamos testemunhando tempos interessantes a respeito das fraturas das crianças. Um impacto semelhante ao que ocorreu com a introdução da instrumentação espinhal em escoliose.


Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) é a mais comum e geralmente mais grave forma de distrofia muscular. É uma doença hereditária, causada por um gene defeituoso e progride rapidamente à fraqueza muscular e deformidades do esqueleto, que contribuem para a respiração freqüentes e distúrbios cardíacos. Cada vez mais, terapeutas ocupacionais (TOs) são chamados a trabalhar com os pacientes com a doença e seus familiares nas fases iniciais da DMD e, em seguida, até o meio e as fases finais.




Agora em sua segunda edição, este é o único livro sobre a terapia ocupacional em oncologia e cuidados paliativos. Ele foi completamente atualizado, contém novos capítulos, e como a primeira edição vai apelar para uma gama de outros profissionais de saúde que trabalham com pacientes com uma doença fatal. 



Comentário
A Biomecânica examina o corpo humano e seus movimentos, fundamentando-se nas leis, princípios e métodos mecânicos e conhecimentos anatomo-fisiológicos". Ferramenta indispensável na determinação dos fundamentos para o planejamento e implementação de um programa de intervenção fisioterapêutica que otimize as funções motoras com menores sobrecarga e solicitações mecânicas (Biomecânica Online).

Lendo Artigos Científicos em Fisioterapia
De Sergio Marinzeck



É comum na área de fisioterapia o uso de procedimentos de avaliação e de terapêutica que possuem pouco ou nenhuma comprovação científica, ou que tem comprovação discutível. O estudo científico deve guiar nossas ações, mas o mesmo deve ser realizado de forma correta, o que nem sempre acontece. Esse pequeno texto foi escrito com a finalidade de ajudar os leitores a diferenciar, entre estudos clínico-experimentais, aqueles que são válidos e aqueles que não são.


Palmer College of Chiropractic é uma escola localizada em Davenport, Iowa. Foi criado em 1897 por Dr. Daniel David Palmer, considerado "O Pai da Quiropraxia", como foi a primeira escola de chiropractic no mundo e tem o alcance muito distante e influente no mundo. Durante muitos anos, Palmer College of Chiropractic foi a maior das escolas e a maioria dos outros Cursos de Chiropractic foram fundadas por alunos do Dr. Palmer.



Comentário
A Goniometria é a técnica de avaliação mais usada na prática de Fisioterapia. Começou por ser usada pelos Fisioterapeutas nos anos 20 para determinar a Amplitude de Movimento Articular em articulações do Corpo Humano.

A amplitude ou quantidade de movimento que uma determinada articulação consegue realizar constitui uma função morfológica, não só da articulação mas também da cápsula e dos ligamentos, assim como dos músculos ou tendões que atravessem essa mesma articulação. Assim, o movimento de uma articulação é resultado no movimento de uma superfície articular em relação à outra.

O termo Goniometria provém da junção das palavras gregas: “Gónio” que significa ângulo e “Metria” que significa medida ou quantidade de movimento de uma articulação e é usado tanto em medicina humana como veterinária.

A Goniometria é um processo de diagnóstico, capaz de medir de forma objectiva, amplitudes articulares através da utilização de um Goniómetro ou Artrômetro. Este instrumento apesar de variar em tamanho, formato e aspecto, possui todas as capacidades de proporcionar informações específicas sobre o movimento articular.



Comentário
A paralisia cerebral é definida como “uma desordem do movimento e da postura devida a um defeito ou lesão do cérebro imaturo”. A lesão cerebral não é progressiva e provoca debilitação variável na coordenação da ação muscular, com resultante incapacidade da criança em manter posturas e realizar movimentos normais. A característica essencial dessa definição de paralisia cerebral é que a lesão afeta o cérebro imaturo e interfere na maturação do Sistema Nervoso Central, o que leva a conseqüências específicas em termos do tipo de paralisia cerebral desenvolvida, seudiagnóstico, avaliação e tratamento (BOBATH, K. SD).

 
Comentário
A hemiplegia é uma sequela neurológica grave devida a um comprometimento circulatório no cerebro com consequências e comprometimento em vários níveis. O indivíduo adulto, que por algum motivo sofreu uma lesão cerebral, compromete uma determinada área do cérebro. Essa área é responsável por determinadas funções no corpo humano; então, dependendo da área lesada, teremos: comprometimento sensorial: falhas na degustação, tato e sensibilidade, olfato, visão e audição; comprometimento mental: falhas na memória, raciocínio, etc. O comprometimento físico: é o que mais nos chama a atenção no hemiplégico e também o que maisinteressa ao campo da fisioterapia. Temos então comprometimentos a nível de tônus, coordenação, equilíbrio, etc.


 
Comentário
O Conceito Bobath, é um tipo especializado de Fisioterapia, constituído principalmente pelo trabalho do Neuropediatra Dr Karel Bobath e de Sua Esposa a Fisioterapeuta Berta Bobath, através de 25 anos de pesquisa. Na atualidade o tratamento por eles desenvolvido é bem conhecido e aceito em vários países (Bobath, 1990). O princípio do Conceito Bobath é a inibição dos padrões reflexos anormais e a facilitação dos movimentos normais. No Método Bobath, o paciente aprende a sensação do movimento, e não o movimento em si. O objetivo é facilitar o movimento motor e inibir movimentos e posturas anormais. 



Comentário
Este livro (espanhol) consegue levar-nos com a certeza ao estudo da pele como uma ciência multidisciplinar onde o conceito pode ser entendido muito bem. Entendemos e incentivamos o estudo de uma forma mais sofisticada e os seus aminoácidos e proteínas resultantes dos mecanismos bioquímicos de processos altamente especializados tão vital como ceratinização ou melanogênese também não é menos importante do que compreender o papel desempenhado pelo sócio-económicos e ambientais doenças tropicais em exclusivo para a pele ou as manifestações.



Descrição
Este livro é um guia para a concepção, execução e acompanhamento de programas de reabilitação de lesões. Centra-se estudantes que estejam interessados em delving para os aspectos teóricos e práticos da reabilitação técnicas utilizadas no âmbito da medicina desportiva. Também para os fisioterapeutas e de preparação física é um guia pessoal para a concepção, implementação e acompanhamento dos programas de reabilitação. O livro, dividido em quatro partes, aborda em primeiro lugar, os aspectos básicos do tratamento de reabilitação. Depois, na segunda parte lida com os objectivos de reabilitação: restauração do controle neuromuscular e do grau de mobilidade e uma melhor flexibilidade, a recuperação da força, resistência e potência muscular, a restauração da estabilidade e equilíbrio ortostático e manutenção da aptidão cardiorrespiratória durante a reabilitação.

 
Descrição:
O grande desenvolvimento da disciplina adquirida é refletido no manual do utilizador que, apesar da sua dimensão, é apresentado como um trabalho de síntese. Após uma breve pesquisa de cada enfermidade, descreve as técnicas e as indicações não só no campo de traumatologia, ortopedia e neurologia, mas em doenças respiratórias, cardiovasculares, e psiquiátricos psocosomáticas, urológicas, gerontologists, tocoginecológicas, neonatais e pediátricos, esportes, etc., onde cada setor é tratado em um capítulo, por isso é muito abrangente. Excelente referência para aplicar um tratamento kinésico obviamente sempre usando o raciocínio clínico, uma vez que cada caso é individual e do tratamento depende de vários fatores.

Comentário
Este livro é o resultado de uma ampla revisão da literatura e uma longa experiência profissional. É novo e original livro para fisioterapia, reabilitação e medicina física que frequentemente descreve em detalhe as características físicas, mas limitar os sinais para uma lista genérica. Além disso, a maior parte das obras em geral dor lista exaustiva de possíveis drogas e, em contrapartida, fisioterapia ou nenhuma menção é feita ou apenas uma citação genérica. Este livro destina-se a fazer uma atualização que pode ser útil aos profissionais da reabilitação e fisioterapia e as outras especialidades envolvidas no tratamento da dor. A primeira parte apresenta as bases neurobiológicas da dor patológica e é a objetivação da dor clínica, revê os conceitos básicos dos padrões de dor e sua transmissão canais, a atual tendência para a medicina baseada em evidências.



Comentário
Apresenta as características das quatro extremidades e da coluna vertebral que tem uma incidência semelhante e são parte de um todo. O SNC e do sistema osteomuscular são as duas maiores, traço envolvidos na obtenção de uma resposta ao ambiente em mudança.

             Introdução
A inflamação foi descrita, pela primeira vez, por Célsius, que viveu entre os anos 30 AC e 30 DC e que observou que os sinais cardinais da inflamação eram o calor, o rubor, o turgor e a dor aos quais, Virchov acrescentou depois a perda da função.

O processo inflamatório pode ser desencadeado por traumatismos, produzidos por diversos agentes físicos e químicos, pode ser iniciado por invasão dos tecidos por microorganismos, e pode ser iniciado por estresse.




Oncología Básica - J. J. Torres Cuevas A. Santos Miranda. 
Oncologia é a especialidade que lida com os tumores benignos e malignos, mas com especial atenção para as malignas, ou seja, câncer. O termo deriva do grego onkos Oncologia (massa ou tumor) e do sufixo-ou-logos (estudo). Profissionais nesta especialidade são oncologistas.



Comentário
 O exame de Ressonância Magnética é um método de diagnóstico por imagem que não utiliza radiação e permite retratar imagens de alta definição dos órgãos do corpo humano. O equipamento que realiza o exame trabalha com campo magnético. Os fundamentos da ressonância magnética (RM) aplicada à medicina são basicamente explicados através da física clássica e da física quântica.

Para os profissionais da área da saúde, a navegação por este universo tão complexo é muito difícil, pois na prática clínica e cirúrgica apenas os apaixonados por estes temas poderiam desenvolver esta especial aptidão.  O objetivo do presente trabalho é oferecer , através dos conceitos básicos expostos de maneira bem simples, informações para aqueles que, de uma maneira ou de outra, necessitem alcançar um nível de entendimento adequado para uma avaliação das imagens obtidas através deste meio diagnóstico de alta resolução de imagem.




Comentário
Autor: McNally. Edição: 1 ª (2006). Conteúdo: parte superior e inferior: anatomia e técnica ultra-sonografia do manguito rotador, ultra-sonografia do ombro, cotovelo, punho e mão; técnicas radiológicas da displasia congênita quadril; Ecografia de quadril, joelho, tornozelo e pé; Ecografia dos tecidos moles, ultra-sonografia de lesões musculares, ultra-sonografia da joint doenças; dopller Ultrasonography do sistema osteomuscular, intervencionais ecografia, ecografia das lesões inguinais.



Conteúdo
Cap. 1 fascia (anatomia da fáscia, músculo: mono e poliarticular)
Cap. 2 macromovimientos (cintura pélvica, coluna torácica, lombar, torácica, sistemas, coluna cervical, parte superior e inferior)
Cap. 3 estática (centro de gravidade, estático adaptação descida)

Comentário
Texto que integra anatomia funcional com osteomusculares e doenças neurológicas. Apresenta uma análise exaustiva das principais doenças do aparelho locomotor e as mais modernas técnicas de diagnóstico e tratamento.


Destaca tentativa de humanizar a disciplina, a incorporar questões relacionadas com a avaliação biopsicossocial, a importância da relação fisioterapeuta-paciente e do impacto emocionais das diferentes afeccões.



Comentário
Esta obra, que consiste tanto em um tratado como em um manual prático de fisioterapia respiratória pediátrica, sustenta a utilização das técnicas de fisioterapia respiratória, justificando suas indicações e contra-indicações. A partir de uma classificação não apenas nosológica, mas semiológica das doenças respiratórias infantis, o autor, Dr. Guy Postiaux, descreve as técnicas de tratamento guiadas pela ausculta, associando estetoacústica e mecânica ventilatória, propondo uma classificação anatômica e funcional das técnicas abordadas.



Comentário
O Atlas de Anatomia mais completo e procurado. Realmente, muito útil à todos os profissionais da saúde. Contém mais de 1.000 lâminas didáticas, com figuras legendadas, guias, textos, etc…Contém todos os sistemas e regiões possíveis de serem estudados, permite flexibilidade quanto a forma de estudo, com buscas rápidas e precisas. Membro superior, inferior, músculo, sistemas, vísceras, dentes e diversas funções.




Descrição
A ampla aceitação das oito primeiras edições de Farmacologia Básica & Clínica por mais de 20 anos demonstra que este livro preenche uma importante lacuna. Acreditamos que a sua nova edição irá atender a essa necessidade com muito mais sucesso. Já existem traduções desta obra para o espanhol, português, italiano, francês, tcheco, indonésio, japonês e chinês. 



Comentários
David Butler é graduado em Fisioterapia pela University of Queensland, em Terapia Manipulativa Avançada e Mestre pela University of South Australia. É autor e co-autor de diversas publicações, destacando-se Mobilização do Sistema Nervoso, escrito em 1992 e publicado pela Churcill Livingstone, e o Sistema Nervoso Sensitivo, publicado pelo NOI Group.Recentemente, David lançou o livro Explicando a Dor, com a co-autoria de Lorimer Moseley. David ensina os conceitos do raciocínio clínico, saúde física do sistema nervoso e ciência da dor por muitos anos e em diversos países. Na Austrália, é professor adjunto na University of South Australia.