Excelente contribuição do Colega Aurifran
"O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar." Sócrates




Descrição
"Terapia Manipulativa" fornece uma visão sistemática das reações em cadeia que são a base de uma abordagem racional holística. Estas reações são intimamente relacionado com a postura ereta humana e para o 'sistema de estabilização profundas ", como mostrado no trabalho de Richardson et al, em Exercícios Terapêuticos para a estabilização da coluna vertebral em Lombalgia.  Esta abordagem tem significado um avanço considerável no tratamento e reabilitação dos pacientes. Ele fornece uma imagem equilibrada da importância do muscúlos, articulações e tecidos moles, sob o controle do sistema nervoso, o livro tem como objetivo tratar a perturbação da função, a causa mais comum de dor no sistema motor, da maneira mais eficaz. disfunções do sistema locomotor são mostrados para ser tratada muito eficazmente usando técnicas da medicina manual. 



Descrição:
Programas de reabilitação pulmonar são uma parte fundamental do manejo clínico de pacientes com doenças respiratórias crônicas. Este livro de referência abrangente lugares de reabilitação pulmonar no quadro mais vasto de doenças respiratórias, e os encargos de saúde que isso agora coloca a todo  mundo. A primeira parte do livro examina a evidência suporta o uso de programas de reabilitação pulmonar, novas tendências e implicações sócio-econômicas, e as bases científicas das técnicas utilizadas. 


Descrição: A segunda edição deste texto leva o leitor através da anatomia, fisiologia e fisiopatologia dos sistemas cardíaco e pulmonar, e abrange a avaliação eo tratamento das doenças cardiopulmonares. Ele apresenta novos capítulos sobre transplante pulmonar e cardíaca de cuidados intensivos. Certificados especialistas clínicos têm colaborado para a criação desta fonte de referência.

“Encontre a lesão, fixe-a e deixe o corpo curar-se” 
Taylor Still (1828-1917)

Introdução
Osteopatia é uma ciência terapêutica baseada na biomecânica do corpo. A osteopatia deriva das palavras gregas (osteon) osso e (pathos) doença. A origem desta forma de medicina complementar data do século XIX e teve a sua génese no trabalho de investigação do médico norte-americano Andrew Taylor Still (1828-1917) que em 1874 estabelece a relação entre a alteração estrutural (músculo-esquelética) e o resto do corpo como elemento chave na saúde. Still considerava o corpo humano como um sistema capaz de se auto-regenerar, sendo o dever do médico eliminar quaisquer impedimentos para que cada pessoa pudesse funcionar de forma saudável.



Introdução

Os mecanismos responsáveis pela lesão cerebral variam de acordo com a idade do paciente. Geralmente o trauma em crianças ocorre por quedas ou abusos e para as crianças com mais idade e os adultos são comprometidos primariamente por lesões de alta velocidade, lesão não-penetrante ou lesão penetrante em consequência de violência pessoal. As lesões relacionadas aos meis de transportes como as automobilisticas (carros, motos, etc.) e pedestres são as mais comuns, seguidas de quedas e agressões.