A FCT poder ser determinada através o método segundo Karvonen e cols:  FCT:  % (FC. Max -  FC repouso) +  fc repouso. 

Ficando assim:  
FCT= 60% (200 -  60)  +  60 , FCT =  144  
(para a zona inferior de treinamento). 


Ou: FC treino = (FC max. - FC rep.) x % recom. da FCres + FC rep. (Karvonen, 1957)

Para o cálculo da zona superior do treinamento, calcula-se assim o limite ideal do comportamento da FC.
Onde:
FCT = freqüência cardíaca de treinamento
% =  zona inferior e superior de treinamento
FC máx. = fc máxima do indivíduo ( citada posteriormente ).
FC repouso = fc basal

Terminologia

Os termos usados para descrever esses pacientes indicam o nível geral da lesão da medula espinhal e da perda da função. 

Paraplegia
Paraplegia refere-se à deficiência ou perda de função motora e/ou sensorial nos segmentos torácico, lombar ou sacral da medula espinhal. A função dos membros superiores é preservada, mas o tronco, os membros inferiores e os órgãos pélvicos podem estar comprometidos. 

Tetraplegia
O termo tetraplegia é preferido à quadriplegia. Os pacientes tetraplégicos têm deficiência ou perda de função motora e/ou sensorial nos segmentos cervicais da medula espinhal. Os membros superiores são afetados, assim o tronco, os membros inferiores e os órgãos pélvicos. O termo não inclui lesão no plexo braquial ou nos nervos periféricos. Quadriparesia e paraparesia são termos que foram usados para descrever lesões incompletas, mas uso atualmente não é muito usado.